/ chargeback

É possível contestar um chargeback? Sim, veja como!

É possível contestar um chargeback? Sim, veja como!

Existem algumas medidas que você pode tomar para evitar que chargebacks aconteçam em suas vendas, como: Indicar no seu site prazos realistas, passar todas as informações sobre rastreio e entrega, manter um canal de atendimento ativo e fácil acesso (falamos mais em relação a todos os benefícios de um bom suporte neste link aqui) dentre muitas outras. Mas e se mesmo tomando as devidas precauções, os Chargebacks acontecerem?

Primeiro vamos dar um passo atrás e falar rapidamente sobre o que é um chargeback:

É um estorno não amigável, feito pelo consumidor após a compra aprovada, diretamente com o banco, sendo o estabelecimento comercial o último a saber. Neste link aqui falamos de todo o passo a passo em que se procede um chargeback, recomendamos que o leia para entender de maneira mais aprofundada.

Um dos grandes problemas das ocorrências de chargebacks no seu estabelecimento é que isso eleva o seu índice calculado pelas bandeiras dos cartões, possibilitando até mesmo que suas operações sejam barradas por elas. Por isso a importância de tomar todas as medidas para evita-los, mas também entender quais sãos os casos em que você pode reverte-los quando acontecerem.

Contestando um chargeback

Pode acontecer de você receber uma notificação de chargeback mesmo tendo feito todo o procedimento certinho: produto correspondente a propaganda, informações de rastreio correta, entrega finalizada para o consumidor, e produto sem defeitos. Em casos assim é possível que o consumidor esteja agindo em uma fraude, na tentativa de usufruir do produto sem pagar por ele.

Se essa é a questão, você deverá realizar uma contestação do chargeback, indicando a todo o ecossistema de pagamentos (facilitadores, credenciadores, bandeiras e banco) que o cliente pode ter agido de má-fé e que poderá agir novamente.

Cada contestação de chargeback é encaminhada para o banco de dados dos sistemas e antifraude, que por sua vez, dificultará as próximas compras efetuadas por esse consumidor na internet. Da mesma forma que o chargeback é uma maneira de proteger os clientes, a sua contestação e análise mantem o ambiente de vendas online mais seguro, inibindo a ação de consumidores mal intencionados.

Como funciona a contestação de um Chargeback?

Primeiro é preciso que você tenha em mãos a comprovação de que fez o envio do produto dentro do prazo e das condições prometidas. Essas informações junto a contestação deverão ser enviadas para o Facilitador de Pagamento ou Credenciador, que por sua vez, repassará para a Bandeira do cartão e para o Banco. Depois de uma análise, o Banco será o responsável por analisar o chargeback.

É importante ter todo o histórico de transações do seu estabelecimento de maneira bem organizada, assim como obter em mãos os códigos de rastreio. Os dois materiais são imprescindíveis para a contestação de um chargeback.

Ao contestar um chargeback fraudulento, além de estar prestando um serviço à comunidade de compras e vendas online, você também estará controlando o índice de chargebacks do seu estabelecimento e assegurando suas operações perante o ecossistema de pagamentos.

Preparamos um material bem completo para você sobre chargebacks. Então se quiser saber mais sobre esse tema, veja qual assunto te interessa e clique no link para ver mais:

Chargebacks e reembolsos: o que são e quais são as diferenças entre eles;

Como é calculado o índice de chargebacks e porque é importante mantê-lo baixo;

7 medidas eficazes para evitar o chargeback no seu estabelecimento;

É possível contestar um chargeback? Sim, veja como!
Compartilhe