Introdução

Nesse post falaremos de uma plataforma muito importante para o crescimento do seu negócio. Você já deve ter ouvido falar dela, mas talvez ainda não a entenda muito bem. Além de ser uma ótima plataforma de anúncios, é também, uma das maiores redes de dados do mundo. Ou seja, é absolutamente completa, cheia de informações relevantes para a sua empresa, ou produto. Essa plataforma é conhecida como Google Ads (antigamente era chamada de Google Adwords).

Afinal, o que é Google Ads? Google Ads nada mais é do que a plataforma de anúncios do Google, o maior site buscador do mundo, onde milhares de pessoas fazem suas pesquisas diariamente.

Assim como é possível anunciar nas redes sociais através da plataforma do Facebook, você pode exibir anúncios em toda a web através da plataforma de publicidade do Google.

Com base em palavras-chaves (escolha palavras que são relevantes pois elas praticamente funcionarão como ponte para o usuário encontrar o seu produto), e recolhimento de dados através de uma inteligência artificial, quem quiser anunciar através desta plataforma tem um incrível poder de segmentação. Isto é, de encontrar exatamente quem estava buscando o seu produto. Ou encontrar aquele cliente mais propício a querer comprá-lo.

Mas então, como o Google Ads funciona?

Não é simplesmente você criar uma conta dentro do site do Google Ads, e começar a ter seu anúncio exibido pelos sites a fora. Na verdade, a plataforma funciona como um grande leilão. Você oferecerá um valor pelo clique do seu usuário, e estará competindo com outras empresas que também desejam aquele perfil. Porém, nem sempre quem tem a melhor oferta ganha o leilão.

Existe uma combinação de fatores que classifica a posição dos anúncios, conhecido como Ad Rank, o mesmo é composto por IQ (índice de qualidade) x CPC máximo (maior lance).

Isso significa que não basta poder investir mais, o seu anúncio tem que ser realmente relevante e ter qualidade.

Como o índice de qualidade é calculado?

Ele é calculado pelo próprio Google em uma escala de 1 a 10. Juntamente ao lance, é esse índice que definirá se seu anúncio será exibido na frente de outros concorrentes.

Para te dar essa nota o Google leva em consideração os fatores: Relevância, Página de destino e CTR (número de cliques por 1000 impressões)

Até agora, só vimos o que é o Google Ads e de que maneira a plataforma funciona, mas porque investir nesse tipo de divulgação? Veja abaixo algumas vantagens relacionadas a ele:

Porque divulgar no google ads?

· Segmentação

O poder da segmentação do Google não deve ser subestimado. Imagine que ele é a maior rede de dados coletados do mundo. Ou seja, se tem um lugar para você encontrar o seu cliente, com certeza é nessa rede. Além disso, o Ads tem uma inteligência que consegue não só encontrar as pessoas que você deseja como também exibir seus anúncios nas horas de maior interesse delas. O que só é possível graças a uma constante evolução dos algoritmos que a compõe.

A possibilidade de segmentação é de variáveis infinitas: por palavras-chaves; por temas que tem mais coerência com o seu produto (nesse caso seu anúncio aparece em sites que estejam dentro desse tema); por definição de público-alvo; idade; local; idioma; por programação (exemplo definir que seu produto apareça sempre as segundas-feiras às 10hrs); por dispositivo do usuário (só aparecer no mobile ou só no desktop)

Dentre muitas outras, lembrando que não é necessário que você defina apenas uma. As possibilidades são infinitas justamente porque você pode criar uma série de combinações que melhor atendem a sua estratégia de contato com o consumidor.

· Controle de investimento

Nesta plataforma você tem um controle prévio do seu investimento, isso é, você pode decidir quanto será gasto por campanha, por dia e por mês. Ou poderá determinar que essa cobrança seja feita por clique a cada 1000 impressões, ou somente quando houver uma conversão no site. (Lembrando que a conversão é entendida pelo o que você define na plataforma: se um cadastro de e-mail para você for uma conversão, o custo será cobrado a cada cadastro)

· Custo

O Google Ads é considerado uma mídia de custo relativamente mais baixo do que as mídias tradicionais. E até mesmo mais barata do que exibir anúncios em grandes portais. E uma das grandes vantagens dessa ferramenta é poder utilizar a inteligência de dados dela a favor do seu investimento, ou seja, começar investindo pouco para entender o comportamento do consumidor e aumentar gradualmente.

#Atenção: A sua campanha precisa ser feita com cautela e muito estudo, sem os cuidados devidos, ela poderá se tornar mais cara do que realmente deveria. Isso porque a segmentação influencia muito na otimização das campanhas. Estude bem e pelo menos no começo é indicado que se contrate um profissional que entenda do assunto.

· Acompanhamento de Resultados

Lembra que estamos falando do maior coletor de dados do mundo? Pois então, você não irá apenas contabilizar seus cliques, impressões e conversões. Você terá acesso a diversos tipos de informações sobre a interação do seu público com os anúncios que você está exibindo.

Quais anúncios tiveram a melhor performance, mais venda ou mais clique, individualmente. Custo médio de cada anúncio que resulta em uma compra; por qual dispositivo o consumidor fez a conversão; qual a busca exata que ele fez para te encontrar; hábitos de consumo, como por exemplo, em que momento da jornada ele abandona o site, ou quanto tempo ele leva para tomar uma decisão de compra...Enfim, tudo isso e muito mais será encontrado no seu Google Analytics, permitindo que você tenha mais do que o seu ROI (retorno por investimento) exibido, mas também inúmeros insights que te ajudarão a melhorar cada vez mais seus anúncios.

Falando em anúncio, vamos entender quais são os tipos de anúncio que essa plataforma te permite exibir:

· Anúncios na rede de pesquisa

São aqueles anúncios que aparecem nos resultados de busca no site do Google. Eles são encontrados graças às palavras-chaves, aparecem em destaque logo no início da página e levam uma pequena etiqueta com a palavra “anúncio” indicando que é um link patrocinado.

É um formato simples e sua vantagem é que só tem custo quando um usuário clica nele.

· Anúncios na rede de display

São anúncios exibidos em sites, blogs e páginas da web em geral que fazem parte da rede de display do Google. Podem ser feitos através de banner com design gráfico, ou apenas caracteres que aparecem dentro de uma espécie de caixa de texto.

É nesse tipo de anúncio que você consegue segmentar por visita em seu site, e assim fazer o que chamamos de remarketing. Exemplo: um cliente entra na sua página, clica em um produto, e sai do site sem efetuar a compra. Você cria um anúncio para a seguinte segmentação “pessoas que viram determinado produto na sua página e que não converteram”. Quando esse perfil estiver navegando em algum site da rede de display, o banner com o seu produto aparecerá para ele, seja aonde for, convidando o consumidor a voltar mais uma vez para a sua oferta.

Gmail:

Anúncios que aparecem diretamente na caixa de entrada dos usuários, em formato de e-mail marketing ou banners e que podem ser personalizados. Geralmente não são muito efetivos pois podem ser vistos, pelos usuários, como spam.

· Aplicativo:

São aqueles anúncios que aparecem dentro dos aplicativos no mobile, muitas vezes entre uma ação e outra que o usuário faz dentro do app aparece uma janela cobrindo a tela por um determinado tempo e depois dá a opção de fechá-lo. Não são os preferidos dos consumidores mas com a estratégia certa de comunicação e tema do app pode ser eficaz.

· Anúncios no YouTube

Comprado pelo Google, o YouTube se tornou uma das maiores redes de alcance aos consumidores da internet, com mais de um bilhão de usuários.

Os anúncios dentro dessa plataforma são aqueles exibidos antes do ínicio dos vídeos ou durante a exibição no caso de vídeos mais longos. Você também pode segmentar o seu público-alvo de inúmeras maneiras.

O interessante desse formato é que o Youtube garante que você só é cobrado quando o usuário interage com o seu anúncio, caso o anúncio seja pulado antes dos 30 segundos indicados para o usuário, você não terá custo algum.

Agora que você já entendeu o que é o Google Ads, como ele funciona, quais são suas vantagens e tipos de anúncios, vamos falar abaixo sobre algumas dicas para que suas campanhas ganhem pontos no Índice de Qualidade do Google, e claro, ganhe pontos com os seus usuários para que eles façam muitas conversões.

Boas práticas na hora de criar um anúncio:

Abuse de palavras-chaves:

O uso de palavras-chaves dentro do anúncio indica ao Google que ele é importante para ser exibido para os navegadores que estão buscando assuntos relacionados a elas.

Invista nos CTAs:

Call to Action, ou em português, Chamada para Ação. Frases que estimulam a atitude impulsiva do consumidor: “Peça já”; “Compre agora”; “Saiba mais”; “Receba agora”; “Inscreva-se Já”; “Faça um orçamento”... Fazem toda diferença nos seus anúncios! (Falamos um pouco mais sobre a força dessas palavrinhas e sobre gatilhos mentais nesse post aqui.)

Tenha coerência entre seus anúncios e o que está em sua página

Cuidado para não cometer propaganda enganosa acidentalmente! Fotos de qualidade ajudam de fato a conversão, mas não faça nenhum anúncio que exiba o que você não tem em sua landing page. Além disso, fique atento as promoções que estão sendo anunciadas na sua conta do Google Ads para que estejam ainda em vigor no seu site.

Mostre suas vantagens e diferenciais logo de cara:

Exiba o que você tem de melhor de forma mais clara e objetiva possível. Não perca tempo não mostrando suas vantagens. As pessoas procuram no Google algo porque querem tomar uma decisão, estimule-as mostrando o que você tem melhor do que a concorrência, seja preço, frete grátis, serviços diferenciais, promoções exclusivas e etc.

E acima de tudo, teste muito!

Aproveite os insights da plataforma, a infinidade de dados, e teste seus anúncios o tempo todo. Teste formatos, cores, palavras-chaves, horários, designs, produtos. Através desses testes você conseguirá avaliar os anúncios de melhores desempenhos e investir melhor o seu dinheiro na plataforma. Lembre-se de testar apenas uma variedade por vez, só assim você terá o resultado final real. Exemplo: dois anúncios com o mesmo design mas 2 textos diferentes.

Depois você poderá mudar a variante. Exemplo: dois anúncios com mesmo design, mesmo texto vencedor e 2 CTAS diferentes... e assim por diante.

E ai, conseguiu entender direitinho o que é o Google Ads e como ele é realmente uma poderosa ferramenta de divulgação? Com mais de bilhões de usuários registrados nessa rede, com certeza o seu cliente estará lá, esperando ser impactado pelo seu produto! Que tal começar a colocar em prática hoje mesmo?

Comece devagar, com um investimento baixo para entender o comportamento do seu consumidor, e aumente de acordo com a sua análise no acompanhamento do Google Analytics, faça testes de tipos de anúncio, de formatos, use e abuse de palavras-chaves e do nosso pequeno guia de boas práticas acima.

Depois conte para gente aqui na caixa de comentários como está sendo sua experiência! Caso tenha mais dúvidas, deixe também aqui embaixo que ficaremos felizes em respondê-lo.